Pesquisar
Close this search box.

Projeto de lei obriga a disseminação de incidentes de segurança por veículos de comunicação

Visando tornar obrigatória a disseminação de incidentes de segurança de dados pessoais na mídia, o Projeto de Lei 1876/23 do deputado Marcos Tavares (PDT-RJ) se encontra em análise na Câmara dos Deputados.

A proposta busca expor qualquer caso que afete ou cause problemas aos titulares e define que os agentes de tratamento precisarão informar sobre o incidente em seus canais (páginas ou perfis nas redes sociais).

VEJA TAMBÉM: Brasileiros sofrem 208 golpes por hora; alta é de 37,9%

A informação ainda deve ser direcionada para a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD). O deputado revelou que não são raras as informações divulgadas sobre venda no mercado clandestino de dados pessoais de usuários ou de casos de vazamentos. 

Para Tavares, “nesse cenário, o usuário não é informado sobre quando e quais dados foram objeto de incidente de segurança e, por isso, não é possível tomar as providências e precauções que naturalmente tomaria.”

É válido pontuar que o texto inclui a medida na LGPD e deve ser editado pelo Poder Executivo com a adição de normas complementares importantes para a execução da regra. 

LEIA MAIS: ANPD e incidentes de segurança: quem deve fazer e como reportar?

Tavares ainda destaca que as ações vão “conceder maior transparência aos casos de vazamento de dados ou outros incidentes de segurança semelhantes, munindo o titular e a própria ANPD do conhecimento e dos meios para remediar os prejuízos deles decorrentes e até mesmo evitá-los”.

Processo de tramitação

O PL entrará em análise em caráter conclusivo pelas comissões de Comunicação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.